• R. Batataes, 391 - Jd. Paulista - SP
  • 11 3887-7088 • 3887-7458 • 3884-9103

Câncer de Rim

O Câncer de Rim é mais frequente entre 50 e 70 anos, e afeta mais homens do que mulheres.
A causa do câncer de rim nem sempre é conhecida. Mas existem maneiras de reduzir o risco da doença.

O que aumenta o risco do câncer de rim?
Alguns fatores podem aumentar o risco da doença:
Tabagismo, Sedentarismo, Sobrepeso/Obesidade, Dieta pobre em vegetais e frutas e Fatores genéticos (síndrome familiares)

Quais são os sintomas do câncer de rim?
Dor nas costas, Dor nos flancos, Dor abdominal e inchaço, Sangue na urina, Massa palpável, Perda de peso e Inchaço das veias ao redor do testículo direito.

Outras alterações menos frequentes, mas que podem ocorrer em até 20% dos casos são:
Alterações do fígado, Alterações dos níveis de cálcio sanguíneo, Hipertensão arterial e Alterações hormonais.

Como é feito o diagnóstico de câncer de rim?
Muitas vezes a doença e detectada em exames de imagem de rotina como em um ultrassom durante um check-up.
Geralmente solicitamos uma tomografia ou ressonância para avaliar melhor o caso.
Mas para se ter certeza se um quadro benigno ou maligno, muitas vezes temos que retirar o tumor e enviar o material para análise.

Como é feito o tratamento do câncer de rim?
A medicina fez muitos avanços na área cirúrgica urológica e hoje, muitos procedimentos já podem ser realizados de maneira minimamente invasiva.

Fazemos cortes muito pequenos (0,5-1cm) e inserimos uma câmera e pequenas pinças no abdome do paciente (laparoscopia). A agressão cirúrgica é mínima. Isso significa menor dor no pós-operatório, retorno rápido às atividades diárias e cicatrizes mínimas ou mesmo inexistentes.

Muitas vezes utilizamos também assistência de um robô (cirurgia robótica) para casos mais complexos.
É muito raro ter que retirar todo o rim do paciente, geralmente retiramos apenas o tumor e preservamos o órgão, a não ser que o o quadro já esteja mais avançado.

Cirurgia Robótica
A cirurgia robótica é realizada com o uso de um robô comandado pelo cirurgião e pode reproduzir praticamente qualquer procedimento convencional. Os braços robóticos são introduzidos no corpo do paciente através de pequenos orifícios que variam de 5 mm a 12 mm.
O cirurgião comanda o robô através de um console onde fica confortavelmente sentado, o que reduz a fadiga durante o procedimento.
Além disso, temos outras vantagens. Como não são realizados cortes, o resultado estético é melhor do que a cirurgia convencional e a dor no pós operatório é reduzida significativamente. O sangramento costuma ser menor, pois a insuflação de gás A visão é tridimensional e amplificada muitas vezes e a máquina tem filtro de tremores. O braço robótico é capaz de reproduzir todos os movimentos do punho do cirurgião, o que contribui para melhorar a precisão do procedimento. Tudo isso ajuda a melhorar o resultado das cirurgias.
Nos dias de hoje quase todas as cirurgias urológicas podem ser realizadas com auxílio do robô, sendo que as prostatectomias (retirada da próstata) e as nefrectomias (retirada parcial ou total do rim), são as mais frequentes.
A Clínica Zequi conta com profissionais altamente qualificados e com muita experiência na realização de cirurgias robóticas, especialmente naquelas destinada a tratar tumores urológicos.

CONSULTE-NOS - AGENDE SUA CONSULTA

Atendimento

Segunda à Sexta das 08:00 às 19:00
Estacionamento com manobrista.

Rua Batataes, 391 - Jd. Paulista - SP
mapa de localização

Profissionais Experientes

(11) 3887-7088
(11) 3887-7458
(11) 3884-9103